- PUBLICIDADE -

Brasil alcança seu maior número de ouros em uma edição de Parapan

Tendo como destaque o recorde mundial de Samuel Oliveira na prova dos 400 metros da classe T20 (deficiência intelectual), o Brasil teve mais uma jornada de conquistas na atual edição dos Jogos Parapan-Americanos, que estão sendo disputados em Santiago (Chile). Nesta sexta-feira (24), inclusive, o time brasileiro alcançou o seu maior número de ouros em uma mesma edição do megaevento esportivo, 132, superando a marca de de 124 triunfos alcançados há quatro anos em Lima (Peru).

Um dos ouros mais significativos do dia veio com Samuel de Oliveira, que, aos 24 anos, estabeleceu um novo recorde mundial na prova dos 400 metros da classe T20 com o tempo de 46s48, superando em quase quarenta centésimos a antiga melhor marca (46s86), que pertencia ao também brasileiro Daniel Tavares.

“Nunca imaginei que pudesse bater o recorde do Daniel. Sempre treino com ele e esse é um sonho que está sendo realizado. É muita felicidade, não consigo nem descrever o que estou sentindo”, declarou Samuel, que disputa o seu primeiro Parapan. Além do ouro de Samuel, a equipe de atletismo brasileira fechou o dia com 16 medalhas (cinco ouros, seis pratas e cinco bronzes).

Campanha histórica na natação

Outra modalidade na qual o Brasil está fazendo história em Santiago é na natação. Nesta sexta-feira os brasileiros subiram ao pódio em 16 oportunidades (dez ouros, cinco pratas e um bronze). No total o Time Brasil encerrou sua participação na modalidade com 120 pódios (67 ouros, 30 pratas e 23 bronzes), na sua melhor campanha da história em uma edição de Jogos Parapan-Americanos.

Conquistas no taekwondo

O atletas do taekwondo brasileiros levaram o país ao pódio em seis oportunidades nesta sexta (três ouros e três bronzes). Os destaques foram os ouros de Silvana Fernandes, na categoria até 57 quilos, de Nathan Torquato, na categoria até 63 quilos, e de Ana Carolina Moura, na categoria até 65 quilos.

Outras medalhas

O dia também foi de conquistas no tênis, onde Leandro Pena garantiu o bronze na chave simples da categoria quad, e Gustavo Silva Carneiro e Daniel Rodrigues Leandro ficaram com a prata na chave masculina de duplas.

Outro bronze brasileiro foi garantido pela seleção feminina de basquete, após vitória de 56 a 28 sobre a Argentina. Outro terceiro lugar alcançado após triunfo sobre as hermanas veio no goalball feminino. Já na disputa masculina o Brasil garantiu a posição mais alta do pódio após triunfo de 12 a 2 sobre os Estados Unidos na grande decisão.

Outra medalha dourada veio no ciclismo, onde Lauro Chaman foi o mais rápido na prova de perseguição 4000 metros das classes C4 e C5 (bicicletas convencionais). Já Bianca Garcia e Nicolle Wendy conquistaram um bronze na prova dos 1000 metros contrarrelógio da classe B (cegos).

Liderança do quadro de medalhas

Estes sucessos esportivos mantêm o Brasil na liderança do quadro de medalhas do Parapan, com o total de 287 pódios (132 ouros, 75 pratas e 80 bronzes). A segunda colocada é a Colômbia (com 142 medalhas), enquanto os Estados Unidos ocupam a terceira posição (com 135 pódios).



Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Últimas

- PUBLICIDADE -
Agência Brasil
Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br
A Agência Brasil é uma agência pública de notícias criada em 1990. Mantém o foco em temas de impacto no cenário nacional, em áreas como política, economia, cidadania, pesquisa, inovação e cultura.

Continue Lendo