- PUBLICIDADE -

Stefani fatura Torneio de Adelaide, seu 1º título de duplas em 2023

A dupla da brasileira Luisa Stefani com a norte-americana Taylor Towsend faturou a taça do WTA 500 de Adelaide (Austrália) nas primeiras horas desta sexta-feira (13). No primeiro torneio jogando  juntas, Stefani e Towsend se superaram em quadra para derrotar na final a  a russa Anastasia Pavlyuchenkova e a cazaque Elena Rybakina por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 7/6 (7-3).  Atual número 47 do mundo, a brasileira deve subir 13 posições e aparecer em 34º lugar na atualização do ranking da WTA na próxima segunda (16).

“Muito feliz de começar o ano com o título. Primeira vez jogando com a Taylor, foi uma semana muito boa tanto dentro quanto fora na quadra. Já cheguei em Melbourne para continuar os preparativos do Australian Open [Aberto da Austália] com a McNally”, festejou Stefani, referindo-se à outra parceira norte-americana com a qual disputará o primeiro Grand Slam do ano.

A brasileira disputará o Aberto da Austárlia com Caty McNally, que foi vice-campeã ano passado do US Open, jogando com Towsend. Os confrontos de duplas serão definidos na próxima semana.  O primeiro dos quatro Grand Slam da temporada começa no domingo (15)

Nascida em Campinas (SP), Stefani tem muito mesmo o que comemorar. Desde que retornou às quadras em setembro passado – após um ano em recuperação de uma cirurgia no joelho direito – a tenista venceu quatro dos sete torneios que disputou. No ano passado Stefani amealhou os títulos do WTA 250 de Chennai (Índia), WTA 1000 de Guadalajara (México) e WTA 125 de Montevidéu (Uruguai).  

Bronze na Olimpíada de Tóquio – em dupla com Laura Pigossi – Stefani chegou a ocupar a nona posição no ranking mundial de duplas da WTA, antes de passar pela cirurgia do joelho.



Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Últimas

- PUBLICIDADE -
Agência Brasil
Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br
A Agência Brasil é uma agência pública de notícias criada em 1990. Mantém o foco em temas de impacto no cenário nacional, em áreas como política, economia, cidadania, pesquisa, inovação e cultura.

Continue Lendo